passeios ao Paúl da Serra

Está agendado para todos os primeiros domingos de cada mês uma subida ao Paúl da Serra pela estrada da Encumeada e regresso pelos Canhas (Ponta do Sol).

A concentração dos participantes é no café "Ponte Vermelha" Ribeira Brava com saída às 8h00, paragem no café da Encumeada para reagrupamento e partida para o Paúl às 10h30.

A chegada aos carros é ao meio dia!

Vem connosco!

O Picadeiro

Área Reservada

Passeios
58 minutos PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

58 minutos! Podia ser um novo filme de um realizador americano qualquer amante de carros, ação, boazonas e muita pancadaria! Mas não é...58 minutos é o nome de uma saga ciclística que começou na Ponte Vermelha e acabou no Cabo Girão. Muitos diriam que 58 minutos não é um tempo "flashonado". Contextualizando; para quem está a começar foram 58 minutos de um Miguel Teixeira endiabrado, que deu coça na sua montada como se o mundo estivesse a acabar. Os kms sucederam-se com suor a jorro e num instante, fruto de um treino "Wind-tunel-cannondaleano" e muita persistência, regalou-se com o argumento escrito nas "legs" de uma saga, que apenas durou 58 minutos! E logo atrás o Lemos, deu jus também aos seus treinos, chegando ao Cabo Girão com vontade de dobrar os kms e foguear as cremalheiras da "bike". Como qualquer saga de qualidade, "58 minutos" teve também outros níveis de substrato; foi sem contar o encontro de todos os géneros e vertentes do ciclismo. No Cabo Girão encontramos o pessoal do ciclismo de estrada, vindos do Funchal e todos rumamos ao Ovo-Girão ver as primeiras descidas/treino do pessoal do downhill. Num ápice estávamos todos juntos, como que a celebrar o ciclismo nas suas diferentes modalidades. Sem dúvida uma festa para quem testemunho o momento! Por fim, "the last but not the least" reencontramos "BTTbravistas" da velha guarda, que preparam o regresso com treinos super-hiper secretos, estilo "preto da catana", sempre bem dispostos e com muitas energias positivas... "58 minutos", uma saga com muito substrato, uma festa do ciclismo na região Autónoma da Madeira!

Não podíamos ir embora sem registar o momento com o Eleutério, o nosso 29er de serviço e a sua constante busca de adrenalina! Força 118 para o campeonato de Downhill!

 
passeio em condolência ao desportista, colega e amigo Frederico Andrade PDF Versão para impressão Enviar por E-mail


A Bikemadeira em homenagem ao amigo Fredy, convoca todos os amantes do ciclismo, no próximo sábado (17/03/2012) pelas 09H00, para uma concentração na Rotunda do Liceu. Irá realizar-se uma marcha/passeio até ao Sítio do Pedregal - C. Lobos, e lá depositar algo em memória do nosso e sempre amigo FREDY. Que DEUS o tenha e o guarde!!!
(Passeio organizado pelo Biker Gonçalo Silva)

ver mais in: www.bikemadeira.net

 
MARATHON searching for the sausage roll PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

dia 10 de março de 2012

A saída é impreterível às 8h00, Ponte Vermelha, Ribeira Brava. Recomenda-se vivamente que se respeite a hora de saída, sendo necessário chegar mais cedo ao ponto de encontro para preparar-se para o MARATHON searching sausage roll.


É obrigatório:
-Ler o percurso, estar ciente das suas capacidades físicas e respeitar as considerações expostas
-Estar munido de mantimentos e água (obrigatório 1,5 litros água, não podemos parar em todos os café para abastecer de água, o que atrasaria em muito a chegada, como também o raid percorre cerca de 50 kms longe de água potável).
-Fazer-se acompanhar de roupas adequadas para o tipo de percurso e altitude que iremos percorrer (dos 0 metros aos 1640 metros de altitude).
-Ferramentas e utensílios necessários, caso haja problemas mecânicos.
-Telefone.
-Consciência supra-sumo que não tem contra-relógio e que não é uma corrida, nem a "feijões"!
-Não colocar a vida em risco desnecessariamente assim como a dos restantes participantes.
-Respeito pela natureza.
-Aconselha-se seguro cicloturismo que poderá ser feito junto da Associação de Ciclismo da Madeira (ver secção ACM).
-Qualquer desistência deverá ser reportada ao Pascal ou ao Nicolau (obrigatório), afim de controlar o número de participantes via sms (os números de telefone serão reportados no local de partida).
-Hora prevista de chegada 17h00.
-Obrigatório inscrever-se (gratuitamente) via comentário (mínimo 5 participantes).

Atenção: O MARATHON searching sausage roll tem aproximadamente 120kms e cerca de 2880 metros de acumulado. Requer capacidade física e fibra rija "maratonista", assim como uma elevada superação psicológica. Devido a grande amplitude térmica entre diferentes pontos de passagem recomenda-se que os participantes não facilitem nas indumentárias específicas para inverno. Estas são apenas informações gerais, que visam ajudar e elucidar todos os participantes sobre quais os objetivos e filosofia do MARATHON searching sausage roll.

Esta não será a última vez que este desafio será realizado, não há pressa em participar caso não se sinta preparado.

Nota: A chegada será na Ponte Vermelha, onde poderemos socializar e trocar impressões sobre o MARATHON searching sausage roll, comendo um "SUPER-prego-especial" regado com uma cerveja para recompor o desgaste. Caso haja interessados no repasto, poderá referi-lo na secção comentários junto da inscrição, para assim fazer uma reserva do seu bolo do caco.

 

O MARATHON searching sausage roll é a segunda de três etapas, que irá preparar os participantes, tanto em termos físicos, como em termos de conhecimentos de trilhos, para a futura I edição do TRANS Madeira island bike trail, by bttbrava.

 

ATENÇÃO:

O MARATHON searching sausage roll é parte do trajecto constituinte da primeira etapa do "I Trans madeira island bike traio", ver secção TRANS MAdeira.
Garantimos dureza, suor e kms nas "legs", que irão pôr cada participante perto do limiar da dor física e psicológica.
Recomenda-se que se leia com atenção todo o trajecto assim como o testemunho do reconhecimento (http://www.bttbrava.com/index.php?option=com_content&view=article&id=53:ultra-marathon-bike-trail-of-madeira-island&catid=4:testemunhos&Itemid=5).

Trajeto:
Ponte vermelha- Achada da Cruz via est. regional, com reagrupamento na padaria PanOeste.
Reagrupamento no início do Up-hill (néliopower) até a casa do Élias
Tomboscott-Fonte do bispo
Chão das vacas-trilho do empeno
Jungle rain (pausa para café)-Planalto do paúl lado sul
Lombo do mouro-Candelária

e por fim Ribeira brava.

Em suma:

A chegada poderá variar consoante o andamento (entre 6 a 7h30 de pedalada/ 9h de raid)!
O trajeto ultrapassa os 120kms, e está condicionado a meteorologia.
Hora prevista de chegada: 17 horas.
O percurso é composto por 53 kms de ligação em alcatrão, sendo os restantes em terra.



trajeto desenhado pelo Nicolau e apimentado pelo Pascal

 

Definitivamente uma maratona dura! Mas se não fosse, não faria parte da primeira etapa do TRANS madeira island bike trail 2012.

Como diz o Nicolau "a dor supera-se, desistir é para sempre". Como o primeiro milho é para os pardais, a segunda etapa do I TRANS madeira island bike trail 2012 será sem dúvida a revelação do "empeno". Por mais que se estique as cremalheiras nos kms iniciais, por mais que se esfregue a corrente violentamente na cassete e por mais que se esfole o vento espera-nos na primeira etapa 112 kms, 9 horas de btt e assumidamente 7 h00 de pedalada endiabrada no mínimo! Os 2933 metros de subida total e os 3014 de descida total foram a soma de uma aventura que destruíram os ânimos dos participantes. Como qualquer história "épeana" há um herói, como em qualquer história o herói demonstra bravura, humildade mas acima de tudo loucura para enfrentar os demónios! Hoje tivemos um herói, o Maurício que finalmente apareceu, e logo num evento de cortar as melhores pernas ao meio! Apareceu, provou, e testemunhou o Perneta e o Nicolau endiabrados, acompanhou na resistência, e foi até onde a loucura e bravura deixaram de ver o horizonte. Percorridos umas boas dezenas de kms e lá pareceu as "antenas" à madeira; uma vez mais o trilho, agora rebaptizado de "demoníaco-empeno", deu jus a sua elevada dificuldade em superá-la. Consegui-lo é a coroação, ultrapassá-la na derradeira montada é a consequência dos treinos semanais. Decididamente um "hard" circuito de MTB, onde a força mental prevalece sobre a força física (é nesta altura que me arrependo de não ter tido aulas de yoga!).

pascal

sausage_roll_1
sausage_roll_1 sausage_roll_1
sausage_roll_2
sausage_roll_2 sausage_roll_2
sausage_roll_3
sausage_roll_3 sausage_roll_3
sausage_roll_4
sausage_roll_4 sausage_roll_4
sausage_roll_5
sausage_roll_5 sausage_roll_5
sausage_roll_6
sausage_roll_6 sausage_roll_6
sausage_roll_7
sausage_roll_7 sausage_roll_7
sausage_roll_8
sausage_roll_8 sausage_roll_8
sausage_roll_9
sausage_roll_9 sausage_roll_9
sausage_roll_10
sausage_roll_10 sausage_roll_10
sausage_roll_14
sausage_roll_14 sausage_roll_14
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8670 sausage_roll_img_8670
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8671 sausage_roll_img_8671
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8672 sausage_roll_img_8672
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8673 sausage_roll_img_8673
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8674 sausage_roll_img_8674
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8675 sausage_roll_img_8675
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8678 sausage_roll_img_8678
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8682 sausage_roll_img_8682
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8684 sausage_roll_img_8684
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8695 sausage_roll_img_8695
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8699 sausage_roll_img_8699
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8700 sausage_roll_img_8700
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8701 sausage_roll_img_8701
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8702 sausage_roll_img_8702
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8705 sausage_roll_img_8705
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8706 sausage_roll_img_8706
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8707 sausage_roll_img_8707
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8708 sausage_roll_img_8708
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8714 sausage_roll_img_8714
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8715 sausage_roll_img_8715
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8716 sausage_roll_img_8716
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8717 sausage_roll_img_8717
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8718 sausage_roll_img_8718
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8719 sausage_roll_img_8719
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8722 sausage_roll_img_8722
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8723 sausage_roll_img_8723
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8728 sausage_roll_img_8728
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8729 sausage_roll_img_8729
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8730 sausage_roll_img_8730
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8731 sausage_roll_img_8731
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8734 sausage_roll_img_8734
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8735 sausage_roll_img_8735
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8736 sausage_roll_img_8736
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8740 sausage_roll_img_8740
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8741 sausage_roll_img_8741
sausage_roll_im...
sausage_roll_img_8742 sausage_roll_img_8742

 
RAID XC "pernetas ou não pernetas?" PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Dia 03 de março de 2012

RAID XC "pernetas ou não pernetas?", deu-me cabo das pernetas, e claro falo somente por mim. Mas que empeno descomunal; um "dextroy-legs à moda dos brava" é manteiga açoriana em panrico, comparada com a avassaladora dureza dos 70kms pedalados, como se o mundo estivesse a acabar! O masoquismo prevaleceu e presenteou-nos todos os minutos do RAID XC "pernetas ou não pernetas?", com suor, elevados ritmos cardíacos e cadências de fazer inveja centrais nucleares. O registo fotográfico ficou muito aquém dos que os "bttbrava" nos tem habituado. Aconselho o visionamento, no facebook dos vários participantes, das fotografias sobre o que se viveu neste tão penoso treino, com "espírito bttbrabva". De fato, o Perneta quando enviou o trajeto para colocar no site, tinha referenciado duas opções, que por lapso e esquecimento não ficaram presentes na etiqueta do percurso do trajeto, apenas lá estando uma, a todos o nosso pedido de desculpa em especial ao desenhador "o demolidor de pernetas" o verdadeiro e genuíno Perneta. Para concluir, os Garmins não metiram, todos apontavam para um raid com duração de 5h16 de tempo total, com 4h05 de pedalada "Mach 3" para uns descomunais 70kms. Vou citar o "Camacho leftyano", registado no meu telemóvel aquando o encontro fortuito na pastelaria (fiz o registo no telemóvel pois receava esquecer tão assertiva análise ao RAID XC "pernetas ou não pernetas?): -Não sei porque fizemos a Levada tão rápida? Como quem diz; estávamos atrasados para os Óscares? A Fúria tomou conta do trilho, os kms tornaram-se milímetros perante o apogeu do raid, sem dúvida a cereja em cima do bolo!

Estamos todos de parabéns, os gráficos e o empeno são testemunhos de uma evolução exponencial em cada raider do "pernetas ou não pernetas?"...Perneta! Queremos mais uma assim!

pascal

perneta_dureza
perneta_dureza perneta_dureza
perneta_dureza_...
perneta_dureza_2 perneta_dureza_2
perneta_dureza_...
perneta_dureza_3 perneta_dureza_3
perneta_dureza_...
perneta_dureza_4 perneta_dureza_4
perneta_dureza_...
perneta_dureza_5 perneta_dureza_5
perneta_dureza_...
perneta_dureza_7 perneta_dureza_7


 
let´s see the snow on carnival day PDF Versão para impressão Enviar por E-mail



Encontro às 7h50 no estacionamento dos Barreiros, Funchal.
Saída impreterível às 8h00
Trajeto:
Funchal-Monte
Monte-Portão sul
Portão sul-Portão norte (off road)
Pico do Areeiro (eat some bananas and photo with snow)
Humberto-Trails
Lombo dos Aguiares
Funchal
trajeto desenhado pelo Helder Perneta (without perneta)

O passeio "let´s see the snow on carnival day", deu jus ao nome! Vimos o "snow" e rapamos frio árctico, como quem rapa os pêlos das pernas com tesoura de poda. DUREZA climatérica associado a cerebelos congelados só podia dar brucelose "beteteana"; o constante vamos por aqui ou vamos por ali deu numa geada ciclística. Mas conseguimos. Deste passeio ninguém pode dizer que não foi duro, pois foi titânico sobreviver ao frio que nos avassalou a alma e o corpo, apesar de estarmos todos preparados para o tourear, a pega foi mesmo muito difícil. A cumeada essa foi feita, cada um a sua maneira, estava um grau negativo e à caminho do Poiso o termómetro marcou os dois negativos à descer. O Nicolau com a sua preserverância conseguiu, e ainda bem que conseguiu, incentivar os "brava-esquimós" a não descer pelo Lombo dos Aguiares; foi de fato assertivo no seu momento "mogabeano". Na descida para o Poiso, e no meio do nevoeiro, com temperatura abaixo de zero, ouvia-se: AAAAAAAHHHH!!! GGRRRRRRRHHH!!! que congelei os dedos! O nosso 29er de resistência com persistência do tamanho das suas rodas congelou os dedos; quase não conseguia parar a tempo para aquecer as mãos na lareira acesa da tasca do Poiso; era vê-lo fumegar dos olhos como caldeira no seu máximo "red line".

Agora que todos estamos de banho quente tomado, com chocolate extra-quente a banhar-se no estômago e com as meias de lã de ovelha nos pés, resta-nos agradecer à vitamina C que teremos de tomar ao longo destes próximos dias para não abraçar uma linda e formosa gripe!

pascal

Em suma, se ficássemos mais tempo no Pico do Areeiro as nossas biclas ficavam assim:

algures no facebook por: Arca Duemilaundici

seethesnow
seethesnow seethesnow
seethesnow_1
seethesnow_1 seethesnow_1
seethesnow_2
seethesnow_2 seethesnow_2
seethesnow_3
seethesnow_3 seethesnow_3
seethesnow_5
seethesnow_5 seethesnow_5
seethesnow_6
seethesnow_6 seethesnow_6
seethesnow_7
seethesnow_7 seethesnow_7
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8516 seethesnow_img_8516
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8517 seethesnow_img_8517
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8518 seethesnow_img_8518
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8519 seethesnow_img_8519
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8520 seethesnow_img_8520
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8522 seethesnow_img_8522
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8523 seethesnow_img_8523
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8531 seethesnow_img_8531
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8535 seethesnow_img_8535
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8537 seethesnow_img_8537
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8538 seethesnow_img_8538
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8539 seethesnow_img_8539
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8540 seethesnow_img_8540
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8541 seethesnow_img_8541
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8542 seethesnow_img_8542
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8543 seethesnow_img_8543
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8544 seethesnow_img_8544
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8549 seethesnow_img_8549
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8550 seethesnow_img_8550
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8553 seethesnow_img_8553
seethesnow_img_...
seethesnow_img_8554 seethesnow_img_8554

 

 
Humberto Silva convida: PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 10 de 16